Como funciona contratação de seguro para eventos

O Brasil está entre os 20 países que mais sediam eventos internacionais no mundo. A todo o momento, um novo show, uma feira, um congresso, uma exposição, um simpósio, uma reunião, uma corrida, um encontro, enfim, algum movimento acontece em uma parte do território nacional.

Isso significa, que alguém pode estar se preocupando com a organização de um evento no mesmo instante em que esse texto está sendo lido ou ainda, que uma programação já organizada está sendo realizada agora. E claro que se espera que um seguro tenha sido contratado.

Entre os muitos detalhes que precisam ser vistos e revisados para garantir o sucesso, a contratação de um seguro ideal para o tipo de evento que será realizado não apenas é um diferencial a mais, como a certeza de que tudo ficará bem no final, mesmo que um imprevisto aconteça.

Ainda que o Projeto de Lei Complementar (PLP 1/2015), que prevê a obrigatoriedade do seguro de responsabilidade civil para empresas, proprietários, promotores e organizadores de eventos, ainda esteja passando por um longo processo de aprovação no Congresso, esperar por isso pode custar mais caro do que se preocupar com a segurança agora.

 

O que o seguro para eventos cobre

A cobertura básica diz respeito à responsabilidade civil e cobre, ao mesmo tempo, danos causados a terceiros, sendo funcionários ou participantes, em decorrência de algum acidente ocorrido durante a realização do evento ou no espaço em que acontece.

Além da segurança propriamente dita e da garantia de indenização, ter um seguro traz credibilidade ao evento e preserva a imagem da empresa organizadora, que pode oferecer não apenas um serviço de qualidade, como atendimento a todos os envolvidos.

 

 

Se a intenção é transformar o acontecimento em algo positivamente marcante, o recomendado é contratar não apenas o básico, mas as coberturas adicionais, que são:

– Acidentes pessoais

Em caso de possíveis acidentes causarem morte ou invalidez permanente ou parcial, cobre despesas médicas, hospitalares e odontológicas;

– Instalação, montagem e desmontagem

Se durante qualquer uma dessas situações ocorrer um imprevisto que resulte em danos materiais ou corporais, essa modalidade garante cobertura;

– Equipamentos Eletroeletrônicos Musicais e Cinematográficos

Queda de energia, raios, chuva e outras intempéries podem danificar aparelhos como computadores, câmeras, instrumentos, entre outros. O seguro ampara esses danos;

– Objetos e Equipamentos em Exposição

Protege igualmente objetos e equipamentos expostos no evento;

– Não comparecimento do artista ou pessoa designada

Muito frustrante perder todo o tempo e dinheiro investido na organização do evento e o artista ou o palestrante convidado não aparecer por qualquer motivo. Incluindo essa cobertura na apólice, a seguradora garante todas as despesas;

– Não utilização do local

Quando o local é interditado por um motivo não programado, como tempestades, por exemplo;

– Danos ao conteúdo do local

Cobre prejuízos causados aos bens do segurado ou do local utilizado durante a realização do evento;

– Subtração de Valores da Bilheteria

Se o valor arrecadado pela venda de ingressos for roubado ou furtado, o seguro ampara esse valor;

– Responsabilidade Civil

Essa modalidade adicional inclui a indenização em caso de danos morais, guarda de veículos de terceiros, acidentes com fogos de artifício, fornecimento de bebidas e comestíveis, danos materiais ou corporais às pessoas indicadas em contrato e danos materiais aos imóveis vizinhos ou espaços locados.

Como contratar um seguro ideal e confiável para o seu evento

Mais uma vez, o sucesso do seu evento depende dos detalhes e isso tem muito a ver em quem será depositado a confiança da contrato de seguro. Escolha o trabalho de um profissional capacitado, bem informado e com experiência em seguros, um corretor de seguros.

A Ransom Corretora, com mais de 20 anos de experiência, tem os melhores profissionais, que irão tirar todas as dúvidas sobre o contrato, indicar as seguradoras e as coberturas mais adequadas para proteger todo o seu evento, seja de qual dimensão for.

Fale com um corretor de seguros e faça do seu evento uma conquista.

Seguro para eventos possui cobertura para fenômenos naturais

A organização de um evento requer uma sequência de detalhes para garantir que o resultado final coincida com o objetivo pensado inicialmente. Mesmo com tudo planejado, imprevistos podem acontecer, incluindo uma previsão do tempo errada, que irá interferir no bom andamento, podendo até causar incidentes e acidentes.

Aquela chuva mais forte, um raio caindo no gerador, a queda de uma árvore na cobertura, uma ventania derrubando estruturas. Infelizmente, a força da natureza tem o poder para mudar por completo o que foi previamente bem planejado.

Ainda que a equipe esteja em perfeita sintonia, o material tenha chegado a tempo, tudo tenha corrido normalmente com a montagem e desmontagem da estrutura, o artista ou atração principal tenha marcado presença na hora e o público tenha comparecido, faz parte pensar que, por exemplo, um vento um pouco mais forte possa trazer muito mais que poeira para seu evento.

Esse imprevisto pode atrapalhar mais diretamente eventos externos, a céu aberto, causando transtornos e prejuízos, mas dependendo das circunstâncias, alguns eventos indoor podem ser prejudicados pelas condições climáticas.

É essencial durante o planejamento levar em consideração a probabilidade disso acontecer e como agir para que a sua empresa ou a empresa contratante não saia perdendo ao contabilizar o saldo final.

A melhor forma de acertar, ainda que a previsão do tempo erre, é contratar um seguro direcionado para eventos com cobertura para acidentes que possam acontecer em decorrência de um fenômeno da natureza.

Quais coberturas envolvem fenômenos da natureza

Em geral, quando a natureza entra em ação, muita coisa pode ser prejudicada em um evento, incluindo danos morais e físicos a terceiros. Entre as várias coberturas que podem proteger o seu evento, se pode destacar algumas modalidades, exemplificando um possível caso:

– Acidentes pessoais e Responsabilidade Civil Danos Morais

Uma tempestade inesperada provoca uma correria do público e algumas pessoas acabam se machucando. Se esse risco estiver em contrato, o seguro cobre danos morais, materiais ou corporais ocorridos a terceiros.

– Responsabilidade Civil de Guarda de Veículos de Terceiros

O local do evento possui estacionamento e uma árvore cai em cima de um ou mais veículos. A contratação dessa cobertura garante reembolso das despesas feitas para reparos de veículos de terceiros.

– Responsabilidade Civil para Prédios e Construções de Terceiros

Um vendaval faz uma parte da estrutura atingir as casas vizinhas ao local do evento. Essa cobertura ampara danos materiais involuntários causados a imóveis vizinhos ou a espaços alugados para o evento.

– Equipamentos Eletroeletrônicos musicais ou cinematográficos

Um raio causa curto circuito na parte elétrica e danifica os aparelhos eletrônicos como computadores, instrumentos musicais, projetores, entre outros. Esteja preparado para esse tipo de ocorrência.

– Não utilização do local

Uma forte chuva causou alagamentos no local de um evento a céu aberto impossibilitando o acesso do público. Para não ficar no prejuízo, inclua essa cobertura adicional ao contrato.

– Objetos e Equipamentos em exposição

Nesse caso, qualquer fenômeno da natureza que ocasionar prejuízo a objetos e equipamentos, pode ser uma chuva, um raio, um vento, que derrube quadros, placas, luzes, enfim.

– Cancelamento do evento

Ninguém quer planejar um evento para ser cancelado, porém essa também é uma modalidade que vale muito a pena contratar e que pode acontecer em decorrência de um fenômeno da natureza.

Como sempre, organizar um evento requer ser mais previsível que a previsão do tempo e pensar nos possíveis riscos e como se proteger de cada um deles.

Como contratar o seguro certo para seu evento

É preciso conhecer qual seguradora oferece coberturas adicionais que irão cobrir todos os fatores de risco do seu evento. Com o alto número de empresas, é precipitado e arriscado se decidir prontamente por qualquer segurado sem antes pesquisar todas as opções.

Com o tempo cada vez mais reduzido, fica difícil consultar cada uma das seguradoras, por isso, o mais viável é entrar em contato com uma corretora de seguros que irá apresentar planos mais direcionados e orientar a respeito de possíveis dúvidas sobre a situação do seu evento.

Não arrisque o sucesso do seu empreendimento deixando de contratar um seguro ou assinando uma apólice que não tenha todos os itens necessários para cobrir cada ponto do local, equipamentos, colaboradores, público e até mesmo lugares ao redor.

A natureza é inevitável, um bom planejamento não.

5 dicas para criar um evento de sucesso

Criar um evento de sucesso é uma das grandes realizações para quem está à frente da organização desse acontecimento e para todos os envolvidos no processo, seja ele uma simples reunião ou enorme festival.

Eventos, em muitos casos, acabam se tornando a alma dos negócios de muitas empresas e principal investimento financeiro de muitas cidades, especialmente as turísticas. Muito se tem investido nessas ocasiões para divulgar o produto ou serviço prestado, melhorar a interação com a equipe e com os clientes, tornando colaboradores mais confiantes e consumidores mais interessados.

No livro “Estratégias para eventos”, de 2002, Janaina Brito e Nena Fontes afirmam que os eventos são, incontestavelmente, o maior e melhor meio de desenvolvimento nacional, do fomento da economia e da geração de emprego.

É com essa base de pensamento, que quem está responsável pelo gerenciamento precisa se ater a detalhes que garantirão um resultado satisfatório para todas as partes envolvidos.

Vamos citar 5 dicas importantes que irão garantir a satisfação para quem está organizando e, consequentemente tanto de quem contratou, quanto os participantes. Continue lendo:

 

 

1 – Definição de um objetivo

Defina um objetivo para o evento. O que se quer conseguir com o evento? Quais pontos exatamente se quer conquistar e o que, ou quem, se quer alcançar? Basicamente, é toda a visão de como o evento deve acontecer.

Combine esse pensamento ao planejamento. É nesse meio em que se define o quê, quando, onde, por que e como e se traça um estratégia.

Também é aqui que se decide pelo tema do evento.

 

2 – Traçar uma estratégia

Estratégia se resume a todas as ações utilizadas para atingir o objetivo.

Como esse evento será divulgado. Que meios de comunicação serão utilizados – panfletos, rádio, televisão, e-mail… o mais utilizado ultimamente, as redes sociais.

Que empresas serão fornecedores e colaboradores. Muito importante nessa parte é escolher como será a equipe responsável pela execução das ações.

Quais e como os investidores irão participar e como será a abordagem. Qual vai ser a estratégia para convencer a realidade de retorno positivo, e claro, lucrativo.

Sempre focando no que deve ser feito para atingir o objetivo, já definido.

 

3 – Planejamento estratégico e detalhado

A parte mais importante na criação de um evento. Quando bem organizado, com uma sequência lógica, tendo consciência assertiva para o começo, meio e fim, com definição de dia, duração e local, o evento caminha para o sucesso.

Crie uma planilha com a lista de todas as ações e providências que precisarão ser observadas, incluindo orçamentos e contatos. Também divida as tarefas, quem faz o quê. Não queira carregar tudo nas costas, é perigoso para a saúde e pode colocar tudo a perder.

 

4 – Pensar e respeitar o público-alvo

O objetivo de um evento só pode ser conseguido se estiver interligado a preocupação com quem será o público-alvo do evento.

A princípio, pode parecer a parte mais simples, no entanto, é indispensável conhecer a fundo para quem o evento será organizado. Pense na faixa etária, se o evento será restrito ou aberto e como o acesso será feito, se é pago ou gratuito, se haverá alimentação e qual tipo será oferecido. Ainda, é partindo desse ponto que é possível escolher o local adequado.

Pensar e respeitar o público-alvo é de grande importância. São as pessoas participantes desse acontecimento que irão avaliar se todo o trabalho anterior repercutiu positivamente. Dependendo da periodicidade do evento, são essas pessoas, que estiveram lá, que ajudarão na divulgação de um próximo evento.

 

5 – Contratar um seguro

Já imaginou um imprevisto tornar todo o processo de planejamento um desastre? Um atraso no equipamento, uma pane no sistema elétrico, um erro assustador da previsão do tempo, um acidente envolvendo pessoas.

Um item que precisa estar em primeiro lugar na lista de planejamento do evento é a contratação de um seguro de eventos. Além de proteger contra prejuízos financeiros e assumir a dívida em processos judiciais, através de uma responsabilidade civil, ter um seguro demonstra total preocupação com o público-alvo, ou seja, o pacote completo para garantir sorrisos.

Para contratar o seguro ideal, entre em contato com um corretor de seguros, que tem o conhecimento profissional sobre quais seguradoras mais atendem à realidade do seu evento e irá direcionar para os melhores planos.

 

Realizar um evento pode até ser trabalhoso, mas se começar seguindo esses cinco passos iniciais, é certeza que o trabalho será compensador no final de tudo.

 

Por que um Seguro pode garantir o sucesso no seu evento?

Eventos podem ser lucrativos e interessantes, mas podem também trazer prejuízos. Por isso, precisam de organização e segurança para terem sucesso

O setor de eventos vem crescendo mesmo com a economia tentando se recuperar. A Associação Brasileira de Empresas e Eventos (Abeoc), apontou um crescimento de 14%. Segundo o site do Ministério de Turismo, só este ano estão programados 789 eventos em todo o Brasil.

Esse crescimento acontece, porque muitas empresas têm visto os eventos como importante ferramenta de marketing. Uma das estratégias escolhidas é o live marketing, ou o marketing “ao vivo”, em que há uma interação imediata com o público. Um estudo da Associação de Marketing Promocional (Ampro), mostrou que esse segmento live movimenta R$ 49,7 bilhões no país.

O investimento em eventos cria novas oportunidades de negócios, aumenta a oferta de empregos formais e informais, aquece o turismo e favorece o setor de hotelaria.

 

Como garantir o sucesso de seu evento na pratica?

Para garantir sucesso em um evento, indiferente do tipo ou tamanho, é preciso ter todos os detalhes minuciosamente pensados e planejados. A melhor data, o público-alvo, o local mais adequado, melhores fornecedores, a equipe que estará envolvida, possíveis patrocinadores, a estrutura física e tecnológica, tudo previamente organizado e anotado. Programar cuidadosamente garante a credibilidade da empresa organizadora, a confiança de todos envolvidos e a satisfação final do público. Para o fim ser perfeito, os meios devem ser bem administrados. O caminho do sucesso no final depende disso.

 

Check-list

A melhor estratégia inicial é montar um check-list. Fazer uma lista com todos os pontos essenciais, seguida de contatos e informações precisas auxilia bastante o trabalho.

 

Local

Definir o local do evento deve ser o primeiro item da lista, logo depois de escolhido o objetivo ou tema. Tendo esse assunto resolvido, fica mais fácil pensar em datas, orçamentos, patrocínios, números.

 

Segurança

A segurança precisa ser fator em destaque na lista de assuntos a se resolver na organização de um evento. Escolha o lugar com espaço adequado, saídas e equipamentos de emergência devem ser checados e a contratação de uma equipe de segurança capacitada deve ser vista com atenção.

 

Público-alvo

Quem deve ser esperado durante o evento.

 

Equipe

Investir em uma equipe qualificada faz toda a diferença. São pessoas e empresas fornecedoras que vão trabalhar comprometidas com o resultado satisfatório.

 

Como prever imprevistos e cobrindo prejuízos?

 Ainda que o evento seja bem planejado, imprevistos podem acontecer:

Atrasos ou danos na montagem e desmontagem; problemas com o trânsito, com a fiação, com a estrutura, utilização dos equipamentos, danos ao local; acidentes envolvendo funcionários ou público, processos por danos morais, responsabilidade civil; explosões, incêndios, irregularidades no uso de fogos de artifício; condições climáticas (se o evento depender disso); possível cancelamento, atraso na entrega dos fornecedores, falta de palestrantes ou artistas.

Infelizmente, são vários os fatores que podem transformar um planejamento de sucesso em uma sucessão de acontecimentos inesperados.

 

Tipos de eventos

 Na internet foram listados mais de 120 tipos de eventos existentes. Eles foram divididos dentro de quatro tópicos principais que são, os eventos corporativos, como palestras, congressos, conferências, simpósios, feiras, entre outros. Eventos sociais, em que estão os casamentos, formaturas, bodas. Eventos culturais, shows, concertos, concursos, rodeios, exposições. Eventos religiosos, que reúnem fiéis em shows, retiros espirituais, cultos, caminhadas, festas. Eventos políticos, com destaque para comícios e convenções. Eventos esportivos, corridas, competições, campeonatos, atividades de lazer, gincanas.

Cada um precisa de um seguro detalhado, com uma cobertura completa direcionada a uma situação específica.

 

Como escolher o melhor seguro?

 Para evitar uma longa dor de cabeça e prejuízos representativos, quem é responsável por um evento deve pesquisar e incluir a contratação de uma boa companhia de seguros. O ideal é recorrer a uma consultoria em seguros, (https://ransomseguros.com.br/produtos/seguro-para-eventos/) onde o responsável pelo evento terá assessoria para escolher a seguradora e a melhor opção de contratação que cubra todos problemas que venham acontecer.

Segurança, agilidade, profissionalismo, neutralidade, são algumas das muitas vantagens de procurar pela assessoria de uma consultoria de seguros.

Profissionais atualizados e atentos às mudanças do mercado irão oferecer produtos e serviços direcionados especificamente às suas necessidades.