Dicas para controlar a ansiedade

Ansiedade é um mecanismo natural do cérebro, que acontece quando o organismo passa por situações emocionais diferentes e desconhecidas, fazendo com que as glândulas suprarrenais liberem descargas de adrenalina.

Geralmente, essa reação causa suor, palpitação, falta de ar e aquele “frio na barriga”, sensações que tendem a diminuir, assim que o evento passa. Na verdade, a ansiedade existe como um alerta para o corpo de que algo pode não estar bem.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 33% da população mundial sofre de ansiedade e o Brasil está no topo da lista como o país com o maior número de pessoas ansiosas, com 18,6 milhões, quase 10% da população.

Existem muitos fatores que desencadeiam a ansiedade entre o brasileiros. Infelizmente, existe insegurança em diversas situações, como a violência em excesso, falta de emprego, cobranças no trabalho, dívidas, entre outros.

A ansiedade se torna um problema maior quando os sintomas são mais intensos e saem do controle, a ponto de prejudicar o cotidiano da pessoa.

Quando a ansiedade é uma doença

A ansiedade é considerada uma doença, exatamente quando impede a pessoa de realizar tarefas simples do dia a dia. De acordo com o INSS, distúrbios mentais são a terceira maior causa de afastamento do trabalho.

Entre os sintomas mais comuns que alertam para uma crise de ansiedade ou ataque de pânico estão:

– tremores

– sensação de sufocamento

– tontura

– dor de cabeça

– indigestão e embrulho no estômago

– aumento da transpiração

– tensão muscular

– calafrios

– formigamentos

– aumento da frequência cardíaca e respiratória

– medo de que algo ruim vai acontecer.

 

Tipos de ansiedade

A Associação Americana de Psiquiatria desenvolveu um Manual listando os transtornos mentais, mostrando que existem 9 subtipos, com diferentes sintomas, e uma categoria de casos que ainda não puderam ser diagnosticados.

Os tipos inclusos no Manual são:

– Transtorno de ansiedade generalizada

Tipo mais comum. Deve estar associado a três ou mais sintomas para ser considerado.

– Mutismo seletivo e transtorno de ansiedade de separação

Esses dois tipos são mais comuns em crianças. O primeiro está relacionado na dificuldade em iniciar ou manter uma conversa e o segundo   , condiz com o medo diante da separação de pessoas, coisas, lugares, podendo acontecer em alguns adultos.

– Transtorno do pânico

Ataques de pânico repetidos acontecem causando desconforto e medo por um período, chegando ao medo de morrer.

– Fobias

Entre essa categoria, estão as fobias em determinadas situações ou coisas, demonstrando um medo incomum. Também há a fobia social, que provoca medo quando existe interação com outras pessoas.

Dentro das fobias que mais preocupam estão a Agorafobia, que faz com que o indivíduo se sinta inseguro sobre o que pode acontecer, evitando sair ou se relacionar e a Claustrofobia, que é o medo de estar em lugares apertados.

– Transtorno de ansiedade induzido pelo uso de substâncias

Quem usa medicamentos, drogas ou excede a quantidade de cafeína e álcool podem desencadear crises de ansiedade.

– Transtorno de ansiedade por condição médica

O diagnóstico de outra doença pode levar a crises de ansiedade.

 

Como controlar a ansiedade

Em algumas situações é difícil evitar um momento de ansiedade, no entanto é possível mantê-la sob controle através de pequenas atitudes. Antes de tudo, é preciso identificar qual pode ser a causa do problema e procurar a melhor forma de resolver.

Abaixo, algumas dicas para controlar a ansiedade:

– Praticar atividades físicas

Exercícios físicos auxiliam não apenas na obtenção de um corpo mais saudável, como estimulam a produção de endorfina e serotonina, conhecidos como hormônios do humor.

– Aprender a controlar a respiração

A falta de ar pode acontecer durante uma crise de ansiedade. Focar na forma correta de inspirar e expirar, irá trazer calma e desacelerar determinados processos do corpo.

– Tenha bons hábitos de saúde

Além dos exercícios físicos, manter uma boa alimentação e evitar o excesso álcool, tabaco e cafeína, influenciam diretamente no funcionamento do cérebro.

Existem determinados chás, que atuam como calmantes naturais, como o de camomila, por exemplo.

– Ingira mais alimentos com triptofano

O triptofano é um aminoácido, que tem como um dos benefícios a produção de serotonina. Como o organismo não produz esse aminoácido, é necessário ingerir alimentos ricos nele.

Alguns são banana, peixe, ovo, nozes, castanhas, feijão, aveia, arroz integral, amendoim, ervilha, abacate, batata, couve-flor, cacau, chocolate amargo.

– Tenha um passatempo

Ter uma atividade que faça bem, relaxe e distraia a mente de momentos estressantes é como uma válvula de escape para aliviar o organismo das pressões.

Se acha que não sabe fazer nada, pesquise por cursos gratuitos, tutoriais na internet ou grupos de pessoas que gostam das mesmas coisas.

– Viva o presente

Dedicar-se ao que está acontecendo agora auxilia a ter controle da situação e se organizar melhor. Pensar demais no que já passou ou no que ainda está por vir, faz a mente se perder.

– Pense positivo

Pensamentos negativos trazem nervosismo, medo, insegurança e, consequentemente, ansiedade. Ver o lado positivo das coisas torna as sensações mais leves.

– Procure ajuda profissional

Engana-se quem acha que fazer terapia é um exagero. Um profissional irá avaliar corretamente o problema e indicar as melhores formas de lidar com ele. Também saberá se é necessário o uso de medicamentos.

– Cuide mais de si mesmo

Reserve algum tempo para um tratamento de beleza, mude o cabelo, faça meditação. Queira sentir-se bem.

 

Contratar um seguro pode ajudar no controle da ansiedade

Se uma das principais causas da ansiedade é a insegurança sobre o que pode acontecer, ter um seguro para proteger sua vida, sua família e seu patrimônio é uma boa opção para se manter mais tranquilo, e lógico, menos ansioso.

O seguro de vida é indicado não apenas como uma proteção financeira para sua família em caso de morte, como aquela ajuda em caso de invalidez temporária e permanente.

Para cuidar da sua saúde e ter assistência de profissionais, nada melhor do que contratar um seguro saúde ou um plano de saúde. Até mesmo para viajar existe um seguro.

Se você está pensando em um futuro financeiro, aposte no seguro de previdência privada. Para o seu patrimônio, existe o seguro auto, seguro moto e seguro residencial.

Outros seguros que vão trazer tranquilidade são o seguro empresarial, para equipamentos eletrônicos e até mesmo para drones, se por acaso seu trabalho usar um.

Viu só? É possível ter controle da sua vida e da sua saúde. Quer saber mais? Então entre em contato com um corretor de seguros da Ransom, conheça o seguro ideal e não deixe a ansiedade ser um prejuízo.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *