Existe seguro contra enchente

O período de chuvas intensas traz também o problema com alagamentos, especialmente nas grandes cidades, onde o sistema de drenagem das águas se mostra ineficiente devido ao acúmulo de lixo e falta de investimentos.

São muitas as vezes que os donos de veículos, residências e estabelecimentos se veem desprevenidos com seus patrimônios sendo atingidos pelas inundações e são grandes as perdas e altos os prejuízos.

Uma das formas procuradas para se precaver contra as intempéries e imprevistos causados pela natureza é procurar um seguro auto, residencial ou empresarial, mas será que esses seguros realmente irão ressarcir os gastos com as avarias

Não existe um seguro específico contra enchente. O mais certo é verificar nas cláusulas da apólice se a cobertura a ser contratada inclui esses problemas e como agir para não sair perdendo. Lembrando que para cada patrimônio existem as modalidades específicas, por isso, leia o contrato com atenção.

Para tirar algumas dúvidas, continue lendo e saiba como funciona o seguro auto, seguro residencial e o seguro residencial em caso de enchente.

 

Seguro Auto

O seguro para veículos, em geral, tem como básica a cobertura de danos ocasionados por acidentes envolvendo a natureza, por exemplo, queda de árvores, raios, deslizamento de terra, vendaval, granizo, ressaca, terremoto, enchentes e alagamentos.

No entanto, não é em qualquer situação que o seguro pode ser solicitado ou será aceito. Para entender melhor, se o carro estiver estacionado, na rua, na garagem, em estacionamento, enfim, e acontecer uma enchente ou alagamento, o seguro irá cobrir para reparar os danos.

Agora, se o problema acontecer por imprudência do dono do veículo, o seguro não será aprovado. Isso significa que ter um seguro auto não será garantia se o dono resolver enfrentar uma rua alagada, passando com o carro e correndo o risco de afogar o motor e outras avarias.

E não adianta tentar fingir um sinistro, pois as seguradoras têm como procedimento legal investigar o ocorrido, para saber se a conduta estava de acordo com os termos constantes nas cláusulas do contrato de seguro acordado entre as duas partes.

Essa investigação é bastante minuciosa e se o segurado for acusado de fraude, pode ser autuado por crime, conforme art. 171 previsto no Código Penal, com pena de reclusão e pagamento de multa. Então, é melhor não correr o risco de perder o seu carro e sua liberdade.

 

Seguro Residencial

A cobertura do seguro residencial costuma ser direcionado para os imprevistos, ou os sinistros que não se podem prever. Por isso, enchentes, inundações e alagamentos não estão inclusos no pacote básico do seguro residencial, que é o padrão mínimo exigido por lei e controlado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), para que seguradoras tenham a permissão de oferecer aos segurados. Para quem quer segurar sua casa além dos seguros para incêndio, queda de raio, explosão e queda de aeronaves, vai precisar optar pelos seguros opcionais, que cobrem inclusive danos elétricos, roubo ou furto, vendaval, granizo, quebra de vidros, e outros a sua escolha.

Um recurso indicado por especialistas é providenciar formas de prevenção que protejam sua residência de enchentes e alagamentos, instalando canaletas e drenos, que conduzam a água para outros lugares.

Também é aconselhado não jogar lixos e sacolas nas ruas, manter calhas e telhas limpas, construir muros e muretas e outros recursos para manter a casa segura e não correr risco, inclusive de ter a indenização recusada.

 

Seguro Empresarial

O seguro direcionado para empresas funciona do mesmo jeito que para residências, ou seja, é preciso contratar uma cobertura adicional para se proteger em caso de alagamentos, inundações e enchentes.

Com base nesse pensamento, é válido incluir o seguro de responsabilidade civil, para garantir à empresa e a terceiros a indenização por danos físicos e morais recorrentes desse tipo de sinistro.

Assim como as residências, as empresas devem criar sistemas de prevenção, como cisternas para a captação das águas, que além de proteger são uma ótima forma de sustentabilidade, o que faz a empresa ser muito bem vista.

 

Diferença entre enchente, alagamento e inundação

A primeira vista, esses termos podem ser sinônimos, porém não é bem assim e muitas seguradoras vão destacar essa diferença em apólice, então é bom um resumo sobre o que é cada um:

Enchente – acontece quando há elevação do nível da água do rio acima do canal de drenagem, sem transbordar. Um exemplo disso acontece na cidade de São Paulo, quando o rio Tietê enche demais e toma parte da marginal.

Alagamento – se o sistema de drenagem é ineficiente, podem ocorrer pontos de alagamento, isto é, o acúmulo de água em lugares específicos e cobre parte da superfície.

Inundação – significa que as águas do rio transbordaram em uma região e o sistema de drenagem não foi suficiente para a vazão. As grandes cidades podem sofrer inundação fluvial durante o período de fortes chuvas.

 

Quer escolher o seguro certo?

A dúvida surge quando se quer decidir pela melhor seguradora e pelas coberturas adequadas para proteger seu patrimônio ou seu estabelecimento corretamente, e não ficar na mão quando mais precisar.

Para ajudar nessa questão, é interessante consultar um corretor de seguros, um profissional qualificado, que vai orientar a respeito de quais seguradoras são as mais indicadas para atender às suas necessidades.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *