Por que Outubro Rosa?

O Outubro Rosa acontece de 1 a 31 de outubro, a cor e os laços rosa se tornam destaque em diversos países, com o objetivo de conscientizar a população sobre a prevenção e a detecção precoce do câncer de mama.

Movimentos, eventos, cartazes e até monumentos são criados e enfeitados, com ações direcionadas a fortalecer a importância de se prevenir e buscar fundos para pesquisas voltadas à causa, diagnóstico, tratamento e cura.

Dados do Instituto Nacional do Câncer, INCRA, do Ministério da Saúde, mostraram que esse é o segundo tipo de câncer que mais acomete mulheres, com maior incidência entre os 50 e 69 anos, e estão estimados cerca de 59 mil novos casos, somente no Brasil. No mundo, esse número cresce para quase 4 milhões.

O mês de outubro passou a ser o símbolo do movimento, assim como os laços cor-de-rosa, quando nos Estados Unidos, em outubro de 1990, a Fundação Susan G. Komen, uma instituição sem fins lucrativos voltada para o movimento contra o câncer de mama, distribuiu laços cor de rosa aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York.

Após 7 anos, entidades norte-americanas passaram a enfatizar a causa enfeitando as cidades, Yuba e Lodi, com os significativos laços rosa, especialmente em locais públicos. Novas ações e corridas em diferentes lugares aconteceram.

 

O Brasil em prol da causa

A iniciativa no Brasil como forma de apoiar e alertar sobre a doença e a importância da prevenção e maior acesso ao tratamento, aconteceu em 2002, quando o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista, mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo, ficou iluminado de rosa durante todo o mês de outubro.

Com o passar do tempo, outras cidades aderiram ao movimento, como o Rio de Janeiro, que também iluminou o Cristo Redentor, monumento símbolo da cidade e cartão-postal do país.

Em Brasília, o Congresso Nacional e a Catedral, foram iluminados. Em Florianópolis, Santa Catarina, a Ponte Hercílio Luz destaca a conscientização e o Jardim Botânico, em Curitiba, e o Elevador Lacerda, em Salvador, são alguns dos pontos turísticos escolhidos.

Em São Paulo, luzes rosas também dão destaque ao prédio da Prefeitura, o Viaduto do Chá, a Ponte Estaiada, o Museu de Arte (MASP) e o Monumento às Bandeiras, entre outros.

 

O câncer de mama

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada das células, desenvolvendo um ou mais nódulos nas mamas. Ao se multiplicarem, essas células formam um tumor maligno.

De acordo com o INCA, existem muitos tipos de câncer de mama, que influenciam na evolução da doença, podendo ser mais rápida ou mais lenta, seguindo características de cada tumor.

A incidência é muito maior em mulheres, podendo ocorrer em homens, ainda que bem raramente. Entre alguns dos fatores de risco estão:

– Mulheres acima dos 50 anos;

– Fator hereditário;

– Excesso de peso e obesidade;

– Falta de exercícios físicos;

– Alto consumo de álcool;

– Tabagismo;

– Mulheres que menstruaram antes dos 12 anos ou que entraram na menopausa antes dos 55 anos;

Os principais sintomas são presença de nódulo ou caroço nos seios, alteração na coloração ou forma do mamilo, vermelhidão, pele mais dura, coceira frequente na mama ou no mamilo, inchaço, formação de crostas ou feridas, liberação de líquido, presença de sulco na mama, caroços ou inchaço nas axilas.

 

Como se prevenir

A prevenção é a melhor forma de tratamento. Ela começa com a mudança de hábitos, alimentação balanceada, prática de exercícios, redução no consumo de álcool e deixando de fumar.

Para mulheres com mais de 40 anos, é importante realizar o exame de mamografia anualmente. O autoexame também pode ser um grande auxílio no pré-diagnóstico.

Ao notar qualquer alteração ou sintoma que possam sugerir a doença, procure um profissional de saúde para um exame mais detalhado, possibilitando o tratamento precoce.

 

Seguro de vida protege mulheres com câncer de mama

O seguro de vida especial para mulheres traz tranquilidade nos momentos em que ela e a família mais precisam. São coberturas para invalidez permanente, total ou parcial por acidente, morte natural ou acidental, assistência funeral individual ou familiar.

Em caso de diagnóstico do câncer de mama, e qualquer outro tipo de câncer, exceto o de pele, a mulher irá se sentir amparada com indenização correspondente a 50% da cobertura de forte durante o período de vigência do seguro.

É mais proteção e atenção para a mulher, que pode se sentir amparada financeiramente durante um período bastante sensível e complicado.

Para se cuidar contra o câncer de mama, consulte seu ginecologista. Para ter proteção financeira, consulte uma corretora de seguros.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *