O que é e para que serve o seguro para obras ou seguro de riscos de engenharia?

O que é e para que serve o seguro para obras ou seguro de riscos de engenharia?

O projeto de uma construção precisa seguir um passo a passo para ser mais que um desenho bem feito no papel. Ter uma visão de como deve ficar é importante, porém existem mais detalhes para chegar a um resultado final satisfatório.

O primeiro deles é fazer um orçamento mais minucioso e colocar na ponta do lápis custos com material, mão de obra e possíveis imprevistos, como material excedente, quebra de material, acabamentos, atrasos por vários motivos, acidentes com pessoas e máquinas. A contratação de um seguro de Risco de Obras poderá eliminar ou amenizar as despesas com o imprevisto e evitar que o sonho vire um pesadelo sem fim.

A contratação de um seguro que garante a indenização de danos durante a construção pode evitar despesas não previstas no planejamento e proporcionar redução nos custos. As seguradoras ofertam o seguro de Riscos de Engenharia, ou seguro para obras, é all risks, ou seja todos e qualquer evento de origem súbita e imprevista tem cobertura, exceto os citados no contrato como excluídos.

Existem três modalidades do seguro, são elas: obras civis em construção (OCC), instalação e montagem (IM) e quebra de máquinas (QM). Em certos casos, há a necessidade de se contratar as três modalidades em uma mesma obra.

 

Como escolher a melhor seguradora?

 Importante recorrer a uma consultoria em seguros, especializada em analisar o risco, desta forma poderão orientar qual a seguradora e a melhor opção de contratação.

Profissionais atualizados e atentos às mudanças do mercado irão oferecer produtos e serviços direcionados especificamente às necessidades da sua obra. Dessa forma, há uma neutralidade nas propostas de contrato e agilidade na elaboração de estudos e diagnósticos técnicos.

Segurança, agilidade, profissionalismo, neutralidade, são algumas das muitas vantagens de procurar pela assessoria de uma consultoria de seguros.

 

O seguro tem cobertura básica e adicional?

Na cobertura básica estão:

  • Aqueles próprios da construção como danos físicos causados por acidentes, incluindo incêndio, erro de execução.
  • Roubos e furtos qualificados são um problema para o setor da construção da civil. Eles causam prejuízos e atrasos.
  • Temporada de chuvas, alagamentos, ventos fortes, raios, queda de árvores são fenômenos naturais difíceis de serem previstos, mas que estão entre os itens cobertos pelo seguro como riscos da natureza.
  • Impacto de veículo e até queda de aeronaves estão inclusos na cobertura básica.

 

Dependendo do projeto, é importante contratar coberturas adicionais, que cobrem problemas tanto durante, quanto depois da obra. Entre elas estão:

 

  • Danos por erro de projeto. Se o projeto não for feito da forma correta, podem acontecer erros durante a compra e transporte de materiais, atrasos durante a reposição e reparos que causam prejuízos.
  • Responsabilidade civil. Dentro desse item incluem a geral cruzada e a empregador. A primeira, garante danos materiais e corporais causados a terceiros, empreiteiros e subempreiteiros também estão protegidos. A segunda diz respeito a acidentes ocorridos no local de risco que causem morte ou invalidez.
  • Danos morais a partir de eventos cobertos na apólice contratada.
  • Perdas financeiras de terceiros relacionados a danos durante a obra.
  • Despesas com entulho. O seguro cobre despesas como remoção, transporte e descarregamento em lugar adequado.
  • Despesas com sinistros. Se houver ocorrência de sinistros há a garantia de reembolso das despesas.
  • Danos a equipamentos e ferramentas de pequeno e médio porte como furadeiras, marretas, entre outros.
  • Danos acidentais a equipamentos e máquinas móveis ou fixos.
  • Incêndio que possa acontecer após 30 dias da entrega da obra.
  • Danos a uma parte da obra depois de finalizada, obras concluídas.
  • Danos a obras temporárias como barracões, andaimes e containers.
  • Tumultos, greves e lockout.
  • Transporte de materiais a serem incorporados à obra.
  • Propriedades preexistentes
  • Manutenção ampla, que cobre danos após 180 dias, período de manutenção.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *